Livro “Geografia do vinho: as grandes regiões vitivinícolas do Brasil” é lançado no RS

0
1007

No dia 15 de julho foi lançado, na Vinícola Miolo, na cidade de Bento Gonçalves (RS), o livro “Geografia do vinho: as grandes regiões vitivinícolas do Brasil”. A obra detalha a geografia e a geologia dos principais terroirs que compõem os vinhos brasileiros e aborda tecnicamente as regiões vitivinícolas do país.

O evento contou com a presença do Presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Daniel Panizzi, do Superintendente do Grupo Miolo, Adriano Miolo, Raquele Vieira, da Bueno Wines, das Sommeliers Claudia Machado e Lenara Barbosa, do Presidente da Associação Brasileira de Sommeliers (RS), Júlio César Kunz, de representantes da Associação Brasileira de Winemakers (ABW) e do Diretor Jurídico do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), Javert Ribeiro da Fonseca.

No livro, são apresentados todos os aspectos geográficos e geológicos que exercem influência sobre a atividade, como o relevo das regiões, os movimentos da terra, as estações do ano, o clima, precipitações, ventos, umidade, rochas, etc. “Se a uva chegar na vinícola com qualidade inferior, nem mesmo o melhor enólogo do mundo poderá fazer um vinho de boa qualidade. Com isso, esmiuçamos os aspectos geográficos e geológicos que interferem na produção e na qualidade da uva quando ela ainda está no campo, porque depois que ela chega na vinícola, não tem mais como ser modificada”, explica a autora Tania Maria Sausen, que é Geógrafa e Doutora em Geografia. Outro autor do livro, o Professor e Geólogo Dr. Marco Antonio Fontoura Hansen, destaca: “Esses conhecimentos são fundamentais para o desenvolvimento de habilidades enológicas, aprimoramento da produção de vinho e ampliação do repertório de sabores e estilos. O livro representa uma valiosa fonte de conhecimento, inspiração e prazer para enólogos, sommeliers, estudantes, amantes do vinho, vitivinicultores e o público em geral, ao oferecer uma imersão nas diversas regiões vitivinícolas e suas peculiaridades”.

A obra é editada e publicada pela Editora IDESF e está disponível para compra no link: Geografia do vinho: as grandes regiões vitivinícolas do Brasil.

Para Luciano Stremel Barros, editor responsável pelo livro e Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), “É uma honra ser editor desta obra porque é um marco na potencialidade da vitivinicultura brasileira e contribui sobremaneira com a atividade, uma vez que os autores se preocuparam em observar toda a potencialidade do território nacional por meio dos seus aspectos geográficos, geológicos e climáticos”. Luciano acrescenta que o livro também traz contribuições metodológicas porque apresenta aspectos que podem ser aprofundados em outras pesquisas. “Esse projeto também permite que, em novas edições, mais autores possam contribuir com essa perspectiva e suscitem cada vez mais o debate a respeito das potencialidades do território brasileiro em relação à vitivinicultura”.
O autor convidado e especialista em vinhos Antonio Pedro Coco reforça que a obra contribui para ampliar os conhecimentos em relação ao mundo do vinho brasileiro. “Além de todos os fatores que já citamos, o livro aborda também as indicações geográficas que surgem para diferenciar e valorizar as microrregiões vinícolas. Trata-se de material que atenderá desde o enófilo, interessado em entender as diferenças entre as regiões vinícolas que estão surgindo, como o enólogo e o estudante de enologia”.

Capítulos do livro
Capítulo 1: Introdução, objetivo e estrutura do projeto.
São abordadas as regiões Sul, Sudeste, Centro-oeste e Nordeste, os biomas brasileiros, as regiões vitivinícolas e a vitivinicultura em números.
Capítulo 2: O clima, o vinho e a vitivinicultura: conceitos gerais.
Macroclima, mesoclima, microclima e o vinho.
Capítulo 3: Os movimentos da terra, as estações do ano e o ciclo da videira.
Os equinócios e os solstícios e o vinho.
Capítulo 4: Os elementos climáticos e o vinho: conceitos gerais.
Radiação solar global, radiação ultravioleta, insolação, temperatura do ar, precipitação, umidade, ventos, pressão atmosférica e nebulosidade.
Capítulo 5: Os fatores geográficos que afetam o clima e a vitivinicultura: conceitos gerais.
Latitude e faixas climáticas, altitude, continentalidade e maritimidade, massas de ar e vegetação.
Capítulo 6: Os fatores ambientais que interferem na vitivinicultura brasileira – geologia e relevo: conceitos gerais.
A geologia e o vinho (rochas e ambientes geotectônicos), relevos do Brasil.
Capítulo 7: Os fatores ambientais que interferem na vitivinicultura brasileira: declividade, orientação e forma de vertente, solos e hidrologia.
Capítulo 8: A vitivinicultura e os eventos extremos.
Granizo, vendaval, geada e estiagem.
Capítulo 9: As indicações geográficas do Brasil.

Sobre os autores
O livro intitulado “Geografia do vinho: as grandes regiões vitivinícolas do Brasil” é resultado de anos de pesquisa e de estudos. Abaixo, o minicurrículo dos autores.
– Tania Maria Sausen: Geógrafa, Mestre em Sensoriamento remoto e Doutora em Geografia.
– Marco Antonio Fontoura Hansen: Geólogo, Mestre em Geociências, Doutor em Engenharia de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, com Pós-doutorado (Especialista visitante do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).
– Antonio Pedro Coco: Bacharel em Física pela Universidade de São Paulo, Pesquisador no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares e Winemaker certificado pela Universidade da Califórnia-Davis.

Informações editoriais
“Geografia do vinho: as grandes regiões vitivinícolas do Brasil”
Ano: 2023
396 páginas
ISBN: 978-65-88169-10-0
Editora IDESF

Para adquirir o livro: https://www.idesf.org.br/2023/07/05/livro-geografia-do-vinho-as-regioes-vitivinicolas-do-brasil/

Além dos autores e do editor do livro, o evento contou com a presença do Presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Daniel Panizzi, do Superintendente do Grupo Miolo, Adriano Miolo, Raquele Vieira, da Bueno Wines, das Sommeliers Claudia Machado e Lenara Barbosa, e do Presidente da Associação Brasileira de Sommeliers (RS), Júlio César Kunz.
No livro, são apresentados todos os aspectos geográficos e geológicos que exercem influência sobre a atividade, como o relevo das regiões, os movimentos da terra, as estações do ano, o clima, precipitações, ventos, umidade, rochas, etc.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome