Investimentos e nova sede marcam os 35 anos do DOF

0
333

Grupo de elite da polícia de Mato Grosso do Sul com intensa atuação na faixa de fronteira com o Paraguai e a Bolívia, o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) inaugurou, em Dourados (MS), a nova sede do Departamento, que recebeu investimento de R$ 5,4 milhões. A infraestrutura tem 1.434 metros quadrados de área construída e conta com heliponto para aeronaves de até seis toneladas, sala de crise, alojamentos, salas de aula, auditório, cozinha, refeitório e ambientes administrativos. A unidade ainda possui salas de logística, treinamento, inteligência, investigação e cartórios e também abriga a Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira).
Para ampliar o trabalho de repressão ao crime organizado, um helicóptero também foi adquirido e será utilizado nas operações policiais. A aeronave está equipada com um imageador térmico para localizar pessoas ou objetos através do calor. Além disso, possui farol de busca para ações noturnas e ainda conta com outros equipamentos para resgate aeromédico, caso seja necessário. “A aeronave passa a fazer parte do planejamento operacional do Departamento de Operações de Fronteira. Vai ficar sediada em Dourados, mas atendendo toda a região. É um instrumento que nos dá maior capacidade de abrangência em áreas maiores e com mais rapidez e precisão. Já estamos fazendo levantamento de inteligência para que possamos utilizar e transformar esse instrumento em resultados positivos para a sociedade”, destacou o Diretor do DOF, Coronel Wagner Ferreira.
Luciano Stremel Barros, Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), destacou o trabalho realizado pelo DOF, que completou 35 anos no mês de maio. “O DOF é pioneiro no patrulhamento da fronteira, apresenta grandes resultados e é muito atuante. Parabenizo o DOF e também o estado do MS por estar trabalhando com o Brasil em investimentos de prevenção de combate à criminalidade não só no estado, mas crimes que poderiam refletir em todo o Brasil”.
Reinaldo Azambuja, Governador do MS, comentou: “É uma alegria poder entregar a sede definitiva do DOF com todos os equipamentos novos, heliponto, helicóptero e policiais treinados. É também uma forma de respeito pelo trabalho de resultados que o Departamento realiza, não só para Mato Grosso do Sul, mas para todo o Brasil”.
Para Antônio Carlos Videira, Secretário de Justiça e Segurança Pública, “Hoje temos uma sede à altura da qualidade e da excelência do trabalho prestado por esses policiais e o resultado da segurança pública depende de inteligência, investimento e integração. E o DOF é um exemplo disso tudo”.

Foto: DOF
Foto: DOF

Sobre o DOF

Conhecido por quebrar recordes na apreensão de drogas, o DOF, além fiscalizar a faixa de fronteira com Paraguai e Bolívia, atua em municípios de Mato Grosso do Sul na divisa com Paraná e São Paulo, também afetados pelo crime organizado. Ao todo, 53 cidades contam com o trabalho de repressão do grupo de elite da polícia. O Departamento é considerado por autoridades como o principal responsável pelo combate ao tráfico internacional de drogas e armas no Brasil, já que as apreensões feitas em Mato Grosso do Sul repercutem em todo o país. Mais de um milhão de quilos de drogas foi apreendidos no estado.

Homenagens

A nova sede do DOF foi denominada “Coronel Adib Massad” em homenagem a um dos policiais pioneiros de Mato Grosso do Sul, que foi diretor do Departamento e faleceu em março do ano passado, aos 91 anos de idade. Também durante o evento, foram outorgadas 35 medalhas “Águia da Fronteira” para policiais e autoridades civis e militares que prestaram relevantes serviços ao DOF ao longo dos últimos anos.

*Com informações do DOF.

Foto de capa: DOF

O IDESF já publicou

35 anos do DOF: contribuições para as fronteiras do Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome