IDESF realiza live sobre o mercado ilegal de vinhos no Brasil

0
558

Para colocar na agenda: no dia 29/03, às 19h, o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF) realizará a live “O mercado ilegal de vinhos no Brasil: Por que não podemos brindar?”. A transmissão será via canal do Youtube do IDESF.
Durante a live, serão apresentados dados recentes deste mercado, bem como um histórico do crescimento da atividade, além de alternativas para combater tal crime, desde o papel do Estado até do consumidor. Também haverá abordagem sobre o mercado brasileiro de vinhos: das pequenas, médias e grandes vinícolas e a atuação do sommelier e do consumidor na seleção dos produtos e verificação da origem e importação.
Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que no estado do Paraná, de 2020 para 2021, houve aumento de 30 vezes na quantidade de apreensões de vinho. A Delegacia da Receita Federal de Dionísio Cerqueira (fronteira com a Argentina) é a unidade que mais apreende bebidas alcoólicas no país, representa 25% do total e, em relação aos vinhos, também registrou um abrupto aumento nas apreensões.
Luciano Stremel Barros, Presidente do IDESF, alerta que, em termos de lucratividade, o mercado ilegal de vinhos já equiparou-se com o de cigarros. “O caminho de entrada dos dois produtos para o Brasil é muito parecido e, pelas notícias recentes, já podemos ver toda a cadeia de violência gerada pela ilegalidade: quadrilhas, lavagem de dinheiro, crimes e danos ao erário”.

Participantes:
– Luciano Stremel Barros, Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF)
– Deunir Argenta, Presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (UVIBRA)
– Júlio César Kunz, Presidente da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RS)
– Mark Tollemache, Auditor fiscal e Delegado da Receita Federal em Dionísio Cerqueira (SC).

Durante a live, os espectadores poderão solicitar a emissão de certificado. A seguir, o link do canal do Youtube do IDESF: https://www.youtube.com/idesf-instituto

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome