Fórum sobre Violências reúne especialistas do Brasil, Paraguai e Argentina

0
255

Com mais de 450 inscritos e com transmissão online, nos dias 10 e 11 de novembro foi realizada a segunda edição do Fórum Trinacional sobre Violências. O objetivo do evento é debater questões relacionadas ao enfrentamento da violência e ampliar iniciativas conjuntas nos três países, além de aproximar gestores, operadores e estudiosos para a criação de espaços de discussão e articulação de políticas públicas.
Luciano Stremel Barros, Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), proferiu a palestra magna no evento, com o tema “Paradigmas Culturais Influenciadores da Violência na Região Trinacional”, quando mostrou o cenário socioeconômico das regiões de fronteira e apontou encaminhamentos para que alguns problemas estruturais e desencadeadores da violência sejam superados. “Temos que construir políticas públicas conjuntas, sob o mesmo olhar, adaptados às características culturais de cada país, mas avançar também nas ações de integração e cooperação e reforçar iniciativas que já deram certo, como o Comando Tripartite”. Luciano também comentou sobre a necessidade de investimento nas áreas de educação e saneamento básico, dentre outros, para construir realidades mais dignas à população.
A Professora e Pesquisadora Elis Maria Teixeira Palma Priotto foi a moderadora dos debates, que permearam as áreas de prevenção, acolhimento a vítimas e responsabilização de autores, além dos impactos da violência nos setores de saúde pública. Segundo pesquisas na área, além das hospitalizações, há outras demandas relacionadas a atendimentos em serviços de emergência, ambulatórios e deslocamentos até o local onde ocorrem os fatos. Em termos econômicos, segundo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostram que as perdas do Brasil com a violência chegam a 6% do PIB.

Outros temas abordados no evento foram: “Estruturas e ações de prevenção da violência na região trinacional”; “Estruturas e ações de acolhimento às vítimas de violência na região trinacional”; “Estruturas e ações de responsabilização dos autores de violência na região trinacional” e “Desafios e oportunidades da prevenção da violência na região trinacional – Cultura da Paz”.

Dentre os participantes, estão representantes de organizações públicas e privadas, como do Programa Prumos (SESP/PR), Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Medianeira (PR), do curso de Saúde Coletiva da UFPR, da Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social da Casa Civil (PR), Instituto Polo Internacional Iguassu, do CRAS de Santa Terezinha de Itaipu (PR), ​Escola Municipal Padre Luigi (Foz do Iguaçu-PR), Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu (SINEFI) e participantes de cidades do Paraná e do Rio de Janeiro, além do Paraguai e Argentina.

Participaram da abertura do evento o Assessor Especial do Diretor Geral Brasileiro da Itaipu Binacional, Coronel Aloisio Lamim, o Assistente do Diretor de Coordenação, Marcio Bortolini, a Coordenadora do Centro Regional das Mulheres de Ciudad del Este (Paraguai), Gloria Carolina Ramires, a Diretora Geral de Violência Familiar e Coordenadora Provincial do Programa “Vítimas contra as violências” de Puerto Iguazu (Argentina), Liliana Carolina Caspary, o Diretor Superintendente e o Diretor Administrativo do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, respectivamente Fernando Cossa e Sidney Franco e o Secretário de Segurança Pública de Foz do Iguaçu, Reginaldo Silva, que falou sobre as ações de prevenção e também efetivas em que as 3 cidades de fronteira – Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazu – atuam em conjunto. O Secretário Executivo do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (Guarda Municipal de Foz do Iguaçu), Josnei Fagundes Marquardt e o Guarda Municipal Eversson Cadaval Madruga também participaram da organização e da programação do evento.

Bortolini agradeceu a participação do público e destacou a importância em debater o tema. “Buscamos unir pontas, fazer com que pessoas e instituições se conectem em ações integradas. A violência é um problema mundial, mas, normalmente, em regiões de fronteira ele é ainda maior. Enquanto GT-Saúde, estamos empenhados em buscar soluções”.

A gravação das palestras está disponível no YouTube do Hospital Ministro Costa Cavalcanti: https://www.youtube.com/HospitalMinistroCostaCavalcanti

O Presidente do IDESF, Luciano Stremel Barros, proferiu a palestra magna.

 

Autoridades e organizadores acompanham a abertura do evento, que teve transmissão online pelo Youtube do Hospital Ministro Costa Cavalcanti.
Painel com a participação de Liliana Korniat, Licenciada em Relações Internacionais e Professora em Diplomacia e Relações Internacionais.
Giuliano Inzis faz a moderação de painel que contou com a participação de representantes do Brasil, Paraguai e Argentina.
Dayse Mara Bortolli, Diretora de Proteção Social Especial na Secretaria Municipal de Assistência Social de Foz do Iguaçu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome