Tráfico de pessoas: Câmara Técnica de Foz realiza ação com adolescentes

0
234

A Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu (CTETP/Foz) realiza nesta quarta-feira e na próxima (07 e 14.10), às 19h, ação voltada para os adolescentes de Foz do Iguaçu. A Câmara vai trazer convidados especiais para duas lives sobre o tema ‘Tráfico humano: pessoas não são mercadorias’, específicas para informar aos jovens sobre as diferentes formas de exploração de pessoas e como elas podem ser identificadas no cotidiano.

As atividades serão realizadas em plataforma virtual para adolescentes que fazem parte de projetos educacionais de Foz do Iguaçu, mas também poderão ser acompanhadas pelo público com acesso gratuito no Instagram da Câmara Técnica (trafico.pessoas) e pelo Youtube do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras. O IDESF é uma das instituições que fazem parte da Câmara Técnica e é apoiador da iniciativa.

A primeira live terá como convidado o secretário executivo do Projeto Resgate Brasil, Marco Aurélio de Sousa. O Resgate Brasil é uma Organização Não-Governamental (ONG) de enfrentamento ao tráfico de pessoas por meio de ações de prevenção e atendimento às vítimas. A iniciativa já proporcionou a ressocialização de várias pessoas traficadas para fora do país e essas experiências serão compartilhadas com os participantes da live.

A segunda live terá a participação da coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, da Secretaria Estadual da Justiça, Família e do Trabalho, Silvia Cristina Xavier. Silvia também trará exemplos de situações de tráfico ocorridas no estado e na região da tríplice fronteira.

A coordenadora da Câmara Técnica, Rosane Amadori, destaca que os objetivos principais são esclarecer sobre a abrangência da exploração humana e demonstrar o quanto essa realidade é próxima, usando exemplos de casos já constatados no país e  na tríplice fronteira. “Vamos fazer uma atividade direcionada para os adolescentes, procurando utilizar a linguagem deles e muitos exemplos de situações reais para ajudar a compreender a extensão do tráfico de pessoas”, enfatiza.

Sobre a CTETP: A Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu (CTETP/Foz) é vinculada ao Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) e composta por um grupo de entidades da região da Tríplice Fronteira, entre elas o IDESF, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Caritas e o Jocum.

Sobre o tráfico de pessoas: A estimativa da ONU é de que atualmente 27 milhões de pessoas são vítimas do tráfico de pessoas em todo o mundo. O crime tem várias formas de atuação e é o terceiro mais rentável, atrás do tráfico de armas e de drogas, movimentando cerca de US$ 32 bilhões de dólares anuais.

Serviço:

O quê: Live – Tráfico humano: pessoas não são mercadorias

Quando: dias 07 e 14.10, às 19h

Onde:

  • Para adolescentes convidados: Plataforma Zoom (acesso privado)
  • Para o público em geral: Youtube do IDESF e Instagram da CTETP/Foz (trafico.pessoas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome