Tráfico de pessoas: Câmara Técnica participa de evento em alusão à Campanha Coração Azul

0
90

A coordenadora da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu (CTETP/Foz), Rosane Amadori, participou nesta quinta-feira (30) do 4º Seminário de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Realizado pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, em alusão ao Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, o evento foi transmitido em forma de live e, na abertura, teve participação da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Rosane representa o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteira (IDESF), uma das instituições que fazem parte da CTETP/Foz, e apresentou as ações da Câmara e o cenário propício para exploração humana da Tríplice Fronteira. O seminário foi realizado em conjunto entre o Governo do Estado e a Polícia Rodoviária Federal do Paraná, dentro da programação da Campanha Coração Azul, instituída pela ONU em âmbito global pela passagem da data, e contou também com a participação de representantes da Ministério Público do Trabalho, Polícia Federal e Departamento de Migrações do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Em sua apresentação, a Rosane trouxe o histórico da Câmara, formada por um grupo de instituições da região e vinculada ao Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM). Na atuação do órgão estão a realização anual do Seminário Internacional da Tríplice Fronteira, intervenções urbanas, panfletagem e adesivagem na Ponte da Amizade, além de ações educativas em escolas e instituições de ensino. “A tríplice fronteira se caracteriza por ser um espaço de grande vitalidade e mobilidade migratória. O que favorece as diversas modalidades de exploração configuradas como tráfico de pessoas”, destacou. “Se há os que exploram e os que traficam, há os que estão dispostos a investir seu tempo para evitar que esta condição se perpetue”, afirmou ao final da apresentação.

Anfitrião do evento, o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Ismael de Oliveira, destacou o mapeamento da instituição dos pontos vulneráveis ao crime em todo o país e enfatizou a atenção da corporação em relação à tríplice fronteira. “Estamos prontos para o enfrentamento, com uma rede ampliada que permite a fiscalização de todos os modais logísticos do país”.

A coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Paraná, Silvia Xavier, alertou sobre a migração do crime para as plataformas cibernéticas, que foi potencializado durante a pandemia. “Temos que conscientizar a população para prevenir a ação criminosa”, explicou.

Tráfico de pessoas

O tráfico de seres humanos é caracterizado por todas as ações que tiram a dignidade e/ou a liberdade do ser humano. Entram nessa tipificação as explorações infantil, laboral e sexual, muito comuns nas regiões fronteiriças. O aliciamento de menores como pedintes de esmola também se configura tráfico de pessoas, crime com pena prevista de 4 a 8 anos de prisão no Brasil.

A Organização das Nações Unidas estima que cerca de 40 milhões de pessoas sejam vítimas desse crime na atualidade. A Campanha Coração Azul foi criada pela ONU para fomentar ações de combate ao crime em julho, sendo dia 30 o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. No Brasil, os canais de denúncias são os telefones 100 e 180.

A Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas é vinculada ao Grupo de Gestão Integrada Municipal (GGIM) e, além do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteira (IDESF), tem como integrantes, entre outras instituições, a Caritas, o grupo Jocum (Jovens com uma Missão), OABFI, Secretaria Municipal de Assistência Social de Foz do Iguaçu, Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Foz do Iguaçu, Polícia Federal, Polícia Civil, Ministério Público, Polícia Militar, Guarda Municipal, Casa do Migrante, Ministério Público do Paraguay e CAREF da Argentina. O patrocínio das ações é do IDESF e da Itaipu Binacional.

*Com informações da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome