Pós-graduação aborda agricultura como vetor de desenvolvimento regional fronteiriço

2
99

O próximo módulo da Pós-Graduação em Gestão, Estratégia e Planejamento, com ênfase em fronteiras, oferecida pelo IDESF, vai abordar as questões relacionadas ao agronegócio. As três turmas de alunos do curso, inicialmente presencial, estão tendo aulas online e participarão do módulo “O agronegócio como vetor econômico regional: commodities e cooperativismo” nos dias 14, 15 e 16 de maio.

Um time de craques do setor está escalado para ministrar as aulas do módulo. O professor titular será o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Mato Grosso do Sul, Antonio Luiz Neto Neto. Junto com Neto estarão o pesquisador na Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS), Dr. Fernando Mendes Lamas; o Superintendente da Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar (SEAMAGRO/MS), Rogerio Beretta, e o representante da CropLife Brasil, Daniel Miranda.

Entre as abordagens do módulo estão itens como a história e introdução ao agronegócio brasileiro, o cenário atual em âmbito internacional e o panorama do setor na Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai. As aulas são destinadas aos alunos da pós-graduação de Foz do Iguaçu e Cascavel(PR) e Porto Alegre (RS) e convidados.

A pós-graduação oferecida pelo IDESF tem cronograma estruturado em eixos de desenvolvimento, proporcionando aos alunos uma formação com abordagem ampla sobre as realidades de fronteira. O curso tem conteúdos que abordam os eixos da saúde, educação, economia e desenvolvimento e segurança pública, objetivando formar líderes e gestores com atuação protagonista, preparados para propor soluções para as regiões fronteiriças.

Rosane Amadori – Comunicação IDESF

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome