Instituto oficializa parceria com a Universidade Latino-Americana

0
411

O Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF) assinou com a Universidade Federal para Integração Latino-Americana (UNILA) um convênio que objetiva a realização conjunta de ações em prol do desenvolvimento da tríplice fronteira. A parceria foi assinada nesta segunda-feira (10), pelo presidente do IDESF, Luciano Stremel Barros, pelo reitor da Universidade, Gustavo Oliveira Vieira, pela chefe da Divisão de Convênios da UNILA, Deise Baumgratz, e pela diretora do IDESF, Vanessa Miranda.

O convênio prevê a realização de ações com o propósito de desenvolver o ensino, pesquisa e extensão na fronteira, tais como projetos, pesquisas e eventos, além da publicação de livros. Entre as iniciativas práticas previstas a partir da formalização está o envolvimento das duas instituições no levantamento de dados sobre a região, oferecendo subsídios para as lideranças representativas em suas decisões.

“O Instituto nasceu da proposição de ser agente de desenvolvimento para a região. E esse desenvolvimento passa, necessariamente, pela pesquisa e pela educação. Nesse sentido, já temos iniciativas como a oferta de pós-graduação e a publicação de estudos e livros. A parceria da Unila nos permitirá avançar na proposição e concretização de iniciativas de levantamento de dados, de planejamento e de execução, em projetos de cunho abrangente para a região”, avaliou Barros.

“O IDESF nos ajuda a fortalecer tudo o que diz respeito a estudos de fronteira. A UNILA cada vez mais se identifica como universidade de fronteira, algo que está no seu DNA e que reforça toda a identidade para a construção da integração latino-americana. Portanto, é um convênio que tem um sentido muito importante para nós. Ele reforça a nossa identidade; e, para que ela seja construída, precisa-se fortalecer as parcerias que também reforçam nosso sentido autêntico”, destacou Oliveira.

Sobre o IDESFO IDESF é uma instituição sem fins lucrativos, com sede em Foz do Iguaçu (PR), que, por meio de estudos, ações e projetos, promove a integração entre as regiões de fronteira, o fortalecimento das relações políticas, sociais e econômicas e o combate aos problemas próprios dessas regiões.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome