Presos pela Operação Aletria desencadeada pela Polícia Federal em 2016 são sentenciados

    0
    19

    Foz do Iguaçu/PR – Em 2015, a Polícia Federal iniciou uma investigação para apurar a existência de uma organização criminosa voltada para o tráfico internacional de drogas, atuante na fronteira oeste do Paraná, responsável por introduzir, armazenar e enviar grandes quantidades de maconha e cocaína para os grandes centros do país.

    Após um ano e meio de investigação, os policiais obtiveram indícios concretos de que pelo menos 12 pessoas atuavam direta e indiretamente no tráfico, ocultação e administração dos bens provenientes do comércio das substâncias ilícitas, sendo desencadeada a Operação Aletria.

    Na fase sigilosa, 9 pessoas foram presas em Pernambuco, São Paulo e Paraná. Na deflagração da operação em 28.06.2016, foram cumpridos mandados de prisão, de condução coercitiva e mandados de busca e apreensão em empresas e residências, todos expedidos pela Justiça Federal de Foz do Iguaçu/PR, sendo apreendidos na ocasião: 7 veículos, duas embarcações, caminhões, drogas, armas, munições e 31 toneladas de alpiste contrabandeadas.

    No último dia 23.11, a 5ª Vara Criminal da Justiça Federal de Foz do Iguaçu/PR sentenciou a 6 pessoas das que foram presas naquela oportunidade a penas que variam de 5 anos e 1 mês a 10 anos e 2 meses, em regime fechado, além de multas.

    A justiça também decretou a perda, em favor da União, de:

    -Imóveis como: um motel, apartamentos, casas, chácaras e terrenos;

    -móveis como: retro-escavadeira, escavadeira hidráulica, caminhões carreta, embarcações, automóveis de luxo; e

    -R$ 277.850,00 reais em espécie apreendidos numa das casas fiscalizadas.

     

    CS/DPF/Foz

    (45) 3576-5515

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Digite seu comentário
    Digite seu nome